Start typing and press Enter to search

Em função do tipo de estrutura poderá optar-se por equipamento com registo contínuo de dados e controlo remoto, reduzindo assim as deslocações ao local e permitindo um acompanhamento mais regular da estrutura.

A monitorização de estruturas é uma área técnica especializada actualmente em grande desenvolvimento. Através de planos de monitorização bem delineados é possível inferir sobre o comportamento das estruturas e sobre a sua evolução no tempo, nomeadamente sobre a evolução dos danos, podendo, em último caso, funcionar como sistema de alerta.

A definição do plano de monitorização é o acto essencial para a realização de qualquer campanha deste tipo. Permite definir uma estratégia de actuação dirigida para as anomalias, ou para o comportamento da construção a observar, assim como ajustar a escolha do equipamento aos objectivos e às condições existentes no local a monitorizar. As campanhas de monitorização podem envolver a medição de deslocamentos absolutos ou relativos, inclinações, aberturas de fissuras ou juntas, e podem envolver a utilização de sensores mais ou menos complexos: mecânicos, eléctricos, com ou sem fios.

Os planos de monitorização são normalmente definidos para um período dilatado, geralmente superior a 12 meses, de forma a ser possível excluir das medições efectuadas a influência de variações de temperatura e humidade sazonais. Por vezes, só após este período é possível concluir sobre a estabilidade, ou não, de um dano existente.