Travessa de S. Sebastião, Porto

Desenvolver o projecto de execução baseado num princípio de máximo aproveitamento e minimização de custos.

O NCREP desenvolveu o projecto de estabilidade para um edifício localizado no Centro Histórico da cidade do Porto, Património Cultural da Humanidade da UNESCO, e desfruta de uma vista única sobre um dos mais simbólicos monumentos da cidade, a Sé do Porto.

O edifício, de uma forma geral, apresenta uma tipologia construtiva tradicional da cidade do Porto: fachadas de alvenaria de pedra, cobertura e pavimentos de madeira apoiados nas paredes de alvenaria de pedra das empenas, das fachadas e ainda em paredes de tabique de divisão dos compartimentos. Este edifício era no entanto caracterizado por compartimentos muito reduzidos que deram lugar, à luz do novo projecto de arquitectura, da autoria da SWARK, a espaços mais amplos e com um maior pé-direito.

A intervenção definida passou pela instalação de uma nova cobertura e pavimentos constituídos por elementos estruturais de madeira lamelada colada de pinho, apoiados nas paredes de alvenaria de pedra que serão mantidas e reabilitadas. Foi também concebido um novo piso na parte superior do edifício integralmente constituído por elementos estruturais de madeira (paredes interiores, exteriores, pavimentos e cobertura).

A definição da intervenção estrutural envolveu, sempre que possível, a utilização de materiais e técnicas tradicionais, de forma a garantir a preservação da identidade do edifício e, simultaneamente, o respeito pelos princípios ditados pelas Cartas e Recomendações Internacionais, nomeadamente a Reversibilidade, a Compatibilidade e a baixa intrusividade das soluções. Sendo assim, a solução estrutural preconizada, para além de ter sido concebida de forma a cumprir exigências técnicas e económicas e os requisitos arquitectónicos, procurou ter em conta os materiais e sistemas estruturais existentes.

Fotos por SWARK.



Impresso em ncrep.pt