Monitorização de estruturas

  • 1

A monitorização (estática ou dinâmica) de estruturas é uma área técnica especializada actualmente em grande desenvolvimento. Através de planos de monitorização bem definidos é possível inferir sobre o comportamento das estruturas e sobre a sua evolução no tempo, nomeadamente sobre a evolução dos danos, podendo, caso se pertenda, funcionar como sistema de alerta.

A definição do plano de monitorização é o primeiro passo para a realização de qualquer campanha de monitorização. Consiste na definição e escolha do equipamento e da estratégia da monitorização tendo em conta os seus objectivos e as condições existentes no local a monitorar. Estas campanhas podem envolver a utilização de sensores mais ou menos complexos: mecânicos, eléctricos, com ou sem fios… Podem envolver a medição de deslocamentos (absolutos ou relativos), velocidades ou acelerações, inclinações, aberturas de fissuras ou juntas, entre muitas outras quantidades, tendo como objectivo a análise do comportamento local e (ou) global das estruturas, nomeadamente o controlo da evolução de anomalias ou danos.
Em função do tipo de estrutura poderá optar-se por equipamento com registo contínuo de dados e (ou) controlo remoto, reduzindo assim custos de deslocações e permitindo um acompanhamento mais próximo da estrutura.



Impresso em ncrep.pt